Prazos de três chamadas de propostas encerram na segunda quinzena de julho

jul 6 • Notícias • 276 Views • Comentários desativados em Prazos de três chamadas de propostas encerram na segunda quinzena de julho

Três chamadas de propostas de pesquisa anunciadas pela FAPESP terão seus prazos de submissão encerrados na segunda quinzena de julho. Os interessados têm até o dia 20 para participar da chamada lançada com o King’s College London, do Reino Unido; até o dia 25 para enviar submissões ao São Paulo Researchers in International Collaboration (SPRINT); e até o dia 29 para submeter projetos ao Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde – PPSUS.

A chamada com o King’s College London está aberta a propostas em qualquer área do conhecimento e tem como objetivo promover e reforçar colaborações entre pesquisadores afiliados ao King’s College e pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa no estado de São Paulo.

Cada parte selecionará as propostas de acordo com seus procedimentos. Apenas as propostas selecionadas por ambas as partes serão financiadas.

O King’s College London está preparado para financiar as propostas selecionadas em até US$ 25 mil por projeto e por ano. A FAPESP também está preparada para apoiar as propostas selecionadas em valores equivalentes a até US$ 25 mil por projeto e por ano.

Para o pesquisador candidato pelo estado de São Paulo, a proposta colaborativa deverá ser submetida à FAPESP por meio de um Auxílio à Pesquisa – Regular. A duração máxima dos projetos será de 24 meses, não prorrogáveis.

A chamada de propostas está publicada (em inglês) em fapesp.br/en/10249.

Na segunda chamada de propostas do SPRINT lançada em 2016, as instituições parceiras da FAPESP que participam são: Australian Technology Network of Universities (ATN), University of New South Wales e University of Sydney, da Austrália; Brunel University London, University of Bath, University of Manchester e University of Glasgow, do Reino Unido; CNRS, da França; Universidad de Salamanca, da Espanha; e University of North Carolina – Charlotte, dos Estados Unidos.

O SPRINT é uma estratégia de organização que consiste no anúncio simultâneo de oportunidades de colaboração internacional com diversos parceiros da FAPESP. Além de promover o engajamento de pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou pesquisa no estado de São Paulo com pesquisadores parceiros no exterior, o SPRINT tem por objetivo contribuir para o planejamento mais conveniente para as submissões de propostas de mobilidade (seed funding).

A chamada do SPRINT considera ainda propostas em parceria com pesquisador cuja instituição financiadora não tem acordo vigente com a FAPESP.

A chamada de propostas está publicada em fapesp.br/sprint/chamada22016.

Já a chamada de propostas para o Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde – PPSUS, foi lançada pelo Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da FAPESP, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o Ministério da Saúde (MS) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A chamada visa apoiar atividades de pesquisa, mediante o aporte de recursos financeiros a projetos que promovam o desenvolvimento científico, tecnológico ou de inovação da área de saúde, buscando o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

A chamada contempla três grandes eixos, considerados prioritários para o fortalecimento do SUS no estado de São Paulo e nos quais os projetos de pesquisa deverão ser enquadrados: 1) Redução da morbimortalidade por doenças e agravos prioritários no estado de São Paulo; 2) Gestão de sistemas de saúde; 3) Tecnologia e inovação no SUS.

Tendo em vista os recentes acontecimentos e a descoberta dos efeitos deletérios da infecção pelo vírus Zika na saúde humana, seu reconhecimento como Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional e o Plano Estadual de Combate às Arboviroses, coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com outras 11 secretarias estaduais, projetos relacionados ao combate ao Aedes aegypti e ao enfrentamento das microcefalias associadas à infecção pelo vírus Zika são encorajados.

Poderão apresentar propostas pesquisadores com título de doutor ou qualificação equivalente, vinculados a instituições científicas ou tecnológicas do estado de São Paulo.

As propostas devem ser submetidas pelo Sistema de Apoio a Gestão (SAGe) da FAPESP (fapesp.br/sage) e pelo Sistema de Informação de Ciência e Tecnologia em Saúde (SISC&T) do MS (portal2.saude.gov.br/sisct).

As propostas aprovadas serão financiadas, conforme estabelecido em convênio firmado entre o CNPq e a FAPESP, com recursos no valor global estimado de R$ 4 milhões (R$ 2 milhões da FAPESP e R$ 2 milhões do Decit/SCTIE/MS).

Os projetos selecionados, com até 24 meses de duração, poderão receber o valor mínimo de R$ 50 mil e máximo de R$ 200 mil, destinado ao cumprimento de atividades diretamente vinculadas à pesquisa e não disponíveis na instituição do pesquisador responsável.

A chamada de propostas está publicada em fapesp.br/10234.

Fonte: Agência FAPESP

Post Relacionados

Os comentrios esto fechados.

« »